Comece seu planejamento financeiro pessoal

 

Arregaçando as mangas

 

Dinheiro é apenas uma ferramenta. Ele irá levá-lo onde quiser, mas não vai substitui-lo como motorista” (Any Rand)

Comece seu planejamento financeiro pessoal
5 (100%) 2 votes

O título desta semana foi escolhido de forma singular, durante uma palestra que escutei. Achei interessante porque é isto mesmo que precisamos fazer para começarmos a sair do lugar comum.

De acordo com o dicionário online de português (www.dicio.com.br) o significado desta expressão de acordo com a proposta deste site é a seguinte: “preparar-se para uma tarefa, reunir forças para começar um novo empreendimento: é hora de arregaçar as mangas e fazer as coisas acontecerem”.

Comece o planejamento financeiro pessoal

Então vamos ao nosso principal assunto deste ano todo: vamos organizar nossa vida financeira, com o intuito de mudar nossa mentalidade, e conquistar nossos sonhos, sem nos prejudicar financeiramente. Parece impossível, mas não é. O primeiro passo acredito que já foi feito. Todos já definiram quais são suas metas no decorrer do ano? No post passado mostrei para vocês minha lista de metas para este ano, são palpáveis, algumas tem custo, e a maioria precisa de força de vontade. Isto é: eu preciso arregaçar as mangas. Façam o planejamento financeiro. É importante para as empresas, será que não é para nós?

Na primeira semana deste ano, todos nós já recebemos nosso salário. E já se planejaram para o ano de 2018? Quais são suas despesas fixas, aquelas em que durante todo o ano você terá que pagar? E quais são as despesas que você tem que pagar todo ano, porém não são todos os meses? E quais outras despesas podem surgir que fará você gastar além do previsto? Quais os imprevistos que podem acontecer? Quais são seus objetivos? Como você pode elencar no seu planejamento anual?

Se gostam de planilhas para ajudar, adquiram uma com foco financeiro. Clique aqui.

E não deixem de anotar tudo que marcaram de compromisso e onde você quer chegar. Vejam aqui como.

Vamos lá: vou mostrar um pouco do meu, para que tenham noção de como pretendo fazer dá certo.

  • Contas mensais: água, luz, telefone, prestação da casa, faxineira; internet.
  • Contas esporádicas anuais: material escolar; IPTU; IPVA
  • Despesas extras: presentes de aniversário (só coloco pai, mãe, enteado e sobrinhas); festinha do enteado de aniversário; comemorar aniversário do marido e do casamento; presentes de casamento; locação de roupas; Natal.
  • Imprevistos: Remédios; alguma pane no carro (não entendo nada de carro, só quero que continue funcionando).
  • Meus objetivos: o único que tem custo, só posso classificar data quando arrumar um emprego com salário mensal para cobrir minhas despesas, porque faço questão de ser eu a pagar.

Fazendo esta lista com dados e valores é que conseguiremos enxergar se estamos bem ou mal com as finanças, e o melhor passo é fazer isto antes de ser tarde demais. Dizem que quanto mais as pessoas ganham, mais elas gastam. E o brasileiro tem o costume de gastar mais do que ganha. Mas com o tempo este costume vira uma bola neve, e o seu salário será somente para pagar sonhos do passado, e não poder olhar para frente. Que tal abandonar a bola de neve, clique aqui e saiba mais. Se você está neste momento vamos arregaçar as mangas. Se o sinal está amarelo para você: reveja antes que seja tarde demais. Se está verde, parabéns. Seu perfil não faz parte dos que gastam mais do que ganham.

Então vamos começar 2018 com o pé direito? Se precisarem de ajuda com a organização das contas anuais, podem me escrever, terei prazer em ajuda-los com dicas. E no decorrer da semana vou mostrar para vocês como estou indo com meus objetivos listados.

 

Post relacionados:

Consultoria Financeira

Como planejar e alcançar metas

Autor: Nádia Ferraz

Sou formada em Gestão Hoteleira pelo IFG-GO e pós graduada em Controladoria, Auditoria e Finanças pela FGV. Trabalhei com finanças nos últimos 10 anos, e tenho orgulho de tudo que fiz para que a empresa se mantivesse no mercado no período de crise. Aprendi a organizar finanças tendo como base sonhos de curto prazo, e obtive sucesso, realizando todos eles. Nunca fui escrava do dinheiro, mas uso como trampolim para a realização dos meus objetivos. Eu corro riscos calculados! Planejo exatamente tudo que preciso fazer e coloco todos os problemas - sendo que os problemas não me fazem desistir, mas pensar em soluções para cada situação que puder ocorrer. Este projeto eu comecei para ajudar as pessoas na parte de educação financeira sem falar de balanços, dre's ou outros termos técnicos que muitos insistem em usar. Eu quero mostrar apenas que com planejamento é possível você mudar o seu mundo. Não mude o mundo inteiro, mas se você mudar o seu, você irá incentivar outra pessoa a mudar. e aos poucos iremos criar uma sociedade menos consumista e com um futuro que não dependa da Previdência, não é mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *